Alfabeto fonético nacional é o mesmo usado em qualquer parte do mundo.

Alfabeto Fonético Brasileiro

O alfabeto fonético é um sistema de letras, algumas não existentes na Língua Portuguesa, assemelhando-se mais a sinais para os brasileiros, que facilita a leitura de uma palavra em qualquer idioma. Existe apenas um alfabeto fonético no mundo inteiro, que foi definido e de tempos em tempos é revisado pela Associação Fonética Internacional – AFI. Desta forma, não foi criado um alfabeto fonético da Língua Portuguesa.

Nos dicionários de língua estrangeira, após a palavra estar escrita em português, aparece entre colchetes a sua forma fonética, ou seja, como ela é falada na Língua Portuguesa, sendo utilizado, para tanto, o alfabeto fonético internacional. O mesmo acontece com todos os outros idiomas, assim, depois de entender qual é o som referente a cada letra do alfabeto fonético internacional, qualquer pessoa poderá pronunciar uma palavra em outro idioma.

Em outras palavras, o alfabeto fonético nacional é o usado também em qualquer outra parte do mundo, uma vez que, o que se pretende com isso, é padronizar o alfabeto fonético para que se possa utilizá-lo em qualquer país. Nele, existem muitas letras que também estão presentes na Língua Portuguesa, assim, quem deseja aprendê-lo precisa apenas saber como se pronuncia o som de letras que não são comuns para os brasileiros. Nas primeiras páginas dos dicionários de língua estrangeira é comum aparecer um índice no qual a pessoa possa se basear na hora de falar cada sílaba, pois desta forma, ela saberá a maneira que se pronuncia cada letra, não apenas o seu som, mas a forma correta, como entonação também.

Alfabeto de soletração ou radiotelefônico usado no Brasil

Além do alfabeto fonético, existe o alfabeto radiotelefônico ou de soletração. Para esse sim, existe um padrão brasileiro. No entanto, muitas pessoas o chamam de alfabeto fonético nacional, apesar de não ser a forma correta de denominá-lo.

Apesar dele se basear no alfabeto fonético da OTAN, que é o alfabeto de soletração mais usado em todos os lugares, o alfabeto fonético da Língua Portuguesa é uma maneira “aportuguesa” que se criou para utilizar o alfabeto fonético da OTAN. Esse alfabeto pode ser usado por qualquer pessoa que deseja ter uma comunicação com mais sucesso ao usar o telefone ou o rádio para transmitir mensagens, pois cada letra possui uma palavra que a define. Assim, ao invés da pessoa dizer a letra, o transmissor fala a palavra, sendo que essa técnica evita que se façam trocas ou confusões no momento de transmitir uma mensagem.

No entanto, quem costuma fazer uso do alfabeto de soletração é a aeronáutica, a marinha e o exercito dos países. No Brasil, por exemplo, o alfabeto radiotelefônico é informalmente chamado de "alfabeto Zulu" na aeronáutica brasileira. Isso, provavelmente, se deve ao fato de que a última letra do alfabeto fonético da OTAN, no qual se baseia o brasileiro, é o Z, que  é definido pela palavra Zulu.

Palavras referentes às letras do alfabeto de soletração

Assim, atualmente, as palavras que se referem a cada letra do alfabeto radiotelefônico da Língua Portuguesa são as seguintes: A = Alfa, B = Bravo, C = Charlie, D = Delta, E = Echo, F = Foxtrot, G = Golf, H = Hotel, I = Índia, J = Juliett, K = Kilo, L = Lima, M = Mike, N = November, O = Oscar, P = Papa, Q = Quebec, R = Romeo, S = Sierra, T = Tango, U = Uniform, V = Victor, W = Whisky, X = X-ray, Y = Yankee e Z = Zulu.

Palavras referentes aos números do alfabeto radiotelefônico

O alfabeto de soletração também possui uma parte destinada aos números, que segue a mesma lógica. Assim, a forma como se soletra cada número é a seguinte: 0 = zero, 1 = uno (uma), 2 = dois (duas), 3 = três, 4 = quatro, 5 = cinco, 6 = meia, 7 = sete, 8 = oito e 9 = nove.

Por não ser, ainda, um assunto de domínio público, é comum encontrar, principalmente, na Internet sites que fazem confusão entre o alfabeto fonético e o alfabeto radiotelefônico ou o de soletração. No entanto, ambos possuem objetivos semelhantes, que são os de facilitar a comunicação e diminuir possíveis erros na troca de informações.

Alfabeto Fonético